December 19, 2018

2.2 Dicas para ser inovador no seu negócio

Na maioria das empresas do setor dos ovos, as inovações não acontecem por acaso, elas resultam de um esforço de equipa. A maioria das inovações bem sucedidas ocorrem através da investigação e desenvolvimento formais no caso das “inovações radicais” e em modificações das “práticas da casa” menos formais tais como resolver um problema ou melhorias graduais.
Dicas para ser inovador no seu negócio

  1. Os seus funcionários são suscetíveis de ter ideias e possíveis soluções para os problemas existentes que enfrentam, numa base regular. Elas são muitas vezes o ativo mais valioso quando se procura inovar.
  2. Tal como utilizar os recursos existentes no seio da empresa, também será muitas vezes compensador envolver no processo de inovação os proprietários, fornecedores, clientes e contactos profissionais, visto ser provável que tenham perspetivas e contribuições valiosas.
  3. Pesquise o seu mercado e os seus clientes; descubra quais as melhorias ou alterações nos produtos que eles desejam e a que não têm acesso. Concentre a sua inovação nessas áreas.
  4. Estude o mercado para identificar as tendências existentes e direcionar-se para as que possam ser exploradas.
  5. Observe o que seus concorrentes estão a fazer. Veja se pode aplicar os seus processos bem-sucedidos ao seu negócio, ou tirar proveito de algo que eles não estejam a realizar da melhor forma (e que você poderia fazer melhor).
  6. Considere investir numa equipa dedicada à investigação e desenvolvimento.
  7. Reveja os processos existentes para verificar se existe algo que possa fazer melhor.

Colaborar

Em alguns casos, as empresas de ovos encaram a colaboração como chave para o seu sucesso na inovação, porque sabem que não podem fazer tudo usando apenas os recursos internos. Assim, procuram no exterior outras organizações com competências complementares para poderem colaborar – como um instituto académico ou um fornecedor ou até mesmo com os seus pares da indústria. Um exemplo irlandês deste tipo de colaboração para resolver um problema é o Irish Grain & Feed Association – formou-se um grupo de 10 empresas de diferentes fases de uma indústria construída em torno da ração para cavalos e que se agruparam para trabalhar com o Teagasc Oakpark para resolver um problema comum.
http://www.enterprise-ireland.com/en/News/MediaLibrary/Innovation/- Innovation Voucher: Irish Grain & Feed Association

Em Espanha, o apoio à inovação é fornecido maioritariamente pelos Centros Tecnológicos e pelos Centros de Apoio à Inovação Tecnológica. O seu objetivo é facilitar a aplicação do conhecimento gerado nas organizações de investigação, incluindo centros tecnológicos, através da intermediação entre os centros e as empresas, disponibilizando serviços de apoio à inovação.

 

Os Centros Tecnológicos Públicos são entidades sem fins lucrativos, legalmente constituídas, com sede em Espanha e criadas com o fim de

  • beneficiar a sociedade como um todo
  • melhorar a competitividade das empresas através da criação de conhecimento tecnológico, da realização de atividades de I&D e do desenvolvimento da sua aplicação.

Alguns Centros Tecnológicos dedicam-se à indústria agro-alimentar (trabalhando com a carne, leite, peixe, e nos alimentos em geral).

 

Mais informações disponíveis em

Diretório de centros tecnológicos e centros de apoio à inovação tecnológica

 

http://www.idi.mineco.gob.es/portal/site/MICINN/menuitem.7eeac5cd345b4f34f09dfd1001432ea0/?vgnextoid=967227bba0d90210VgnVCM1000001034e20aRCRD

 

 

Um site útil do Projeto de Aprendizagem ao Longo da Vida da UE dedicado ao tema da colaboração é www.euc2c.com

Combate o medo da mudança

Tentar novos empreendimentos é arriscado, mas ficar parado é ainda mais arriscado. A avaliação do risco deve ser uma parte essencial de avaliar novas ideias. O REMARK é um projeto de Aprendizagem ao Longo da Vida da UE muito útil que disponibiliza ferramentas e metodologias para lidar com gestão do risco – aceda a http://www.remark.lt/remark_cd/5081/fcontent.html

Gerindo novas ideias

Quando tiver identificado novas ideias inovadoras para avaliar, é importante ser organizado e ter meios eficazes para qualificá-las e desenvolvê-las. Por exemplo, poderia organizar eventos, tais como workshops, trazer à tona ideias para áreas de negócio específicas, e possuir processos formais para avaliar as vantagens de cada um. É a inovação viável? Será que resolve um problema? A isto se chama reduzir a lista ou qualificação de ideias. Aqui está um Questionário de Inovação para ajudá-lo.

Agora que tem a sua lista de oportunidades inovadoras, sabia que existem subsídios e apoios à inovação de que pode beneficiar?

Muitas empresas querem inovar mas não sabem como fazê-lo, frequentemente considerando o processo muito difícil, muito dispendioso, ou muito demorado. Aproveitar os financiamentos e o apoio de tutoria disponíveis poderão ser um fator de desenvolvimento muito importante para o seu negócio.